segunda-feira, 30 de maio de 2011

Penne com abobrinha




Ontem eu estava um pouquinho mal do estômago. Então resolvi apostar em algo mais light. Claro, cabeça de gordo nunca muda, não é mesmo? No final das contas abdiquei apenas dos caldinhos mágicos em tablete. Dizem os gastros que faz miséria conosco. Enfim, o resultado ficou excepcional. Sempre digo, podemos e devemos fazer pratos elaborados com ingredientes simples e de qualidade.

Bastante versátil, esta massa casa também com cogumelo paris fresco, alho negro laminado (R$ 15 a unidade no Municipal), berinjela, camarão, abóbora, ervilhas frescas, bacon crocante. Experimente combinar a abobrinha com esses ingredientes para resultados fantásticos! Se usar abobrinha com tomate e berinjela, terá uma massa de ratatouille. Se usar abobrinha com ervilhas, experimente rasgar rúcula fresca, acelga ou espinafre sobre a massa. Se for de bacon, use apenas no fim, salpicado sobre a massa. Experimente abobrinha com limão siciliano! Tomate seco é batidinho, mas não dispenso também.



Ingredientes


Penne (1 pacote) - quer fazer com espaghetti, parafuso, papardelle, fuzzilli, gravatinha? Ok!
Azeite extra virgem (50ml) - você tem aquele azeite aromatizado? Use aqui!
Cebola roxa (1 grande) - descascar, picar em cubos médios. Queremos um resultado mais rústico, com textura
Alho (3 dentes) - picar grosseiramente
Extrato de tomate (1 col.) - vamos caramelizar este extrato
Tomate pêra (10 unidades) - corte em cruz, 10 segundos em água fervente, retire pele e sementes, pique
Abobrinha (3 a 4 unidades) - lave, deixe a casca, corte em cruz e fatie em quartos. Reserve
Tomate em lata (1 latinha) - qualquer marca, gosto da Marzanno, Olivatto...Adoro as latas amarelas.
Bicarbonato de sódio (1 col. café) - remova a acidez do seu molho. Açúcar não cumpre a mesma função.
Creme de leite fresco (200ml) - pode substituir pelo UHT, mas não ferva. Ele reage com a acidez dos tomates
Vinho branco Chardonnay (100ml) - ele é mais untuoso, contrasta com a acidez e combina com o creme de leite
Queijo parmesão (100g)
Sal e pimenta preta moída na hora (Q.B.)
Tomilho limão (folhas de 3 raminhos) - pode usar orégano fresco ou seco. Sálvia e alecrim não combinam aqui.
Azeitona chilena (150g) - lembre-se que se a usar, diminua o teor de sal em sua receita.
Ricota fresca ou defumada (200g) - esmigalhe a ricota na hora de servir



Modo de fazer


1 - Ok! Vamos primeiro aquecer o azeite numa panela de bom tamanho. Fritar o alho e, em seguida, a cebola roxa.

2 - Vamos agora adicionar o extrato e abaixar o fogo. Deixe que ele começe a pegar no fundo da panela. Parece que vai dar errado, queimar tudo? Continue mexendo!

3 - Adicione os tomates picados e deixe que soltem água. Não acrescente água agora! Temos o terrível costume de querer 'ajudar' os tomates, colocar água.

4 - Quando a bagaça estiver bem seca, implorando por água, é aí que você joga o vinho. Desprende o extrato da panela, e traz felicidade aos tomates. A panela deglaceia, o aroma sobe e o alcool evapora. Suas crianças podem sim comer esta massa. Vovó também!

5 - Tah! Entre agora com o tomate em lata. Vai ajudar a dar corpo em seu molho. Quebre os tomates com a colher, deixe que liberem o suco.

6 - Você vai me perguntar, 'mas e a abobrinha, Marcel'? Porque não adicioná-la no início da cocção? Eu respondo: eu não quero um refogado com a abobrinha amolecida e caramelizada. Eu a quero verde, crocante, com as fibras mais preservadas para sua digestão. Captou?

7 - Certo! Vamos agora adicionar aquele bicarbonato.Seu molho vai espumar, vai parecer um filme de terror. 'Ai, meu Deus, porque não usei açúcar como atia Genoveva me ensinou?' Não se desespere! A espuma é uma reação química de um ácido comum hidóxido, liberando oxigênio. Ela se diepersa e seu molhinho fica mais adocicado, com cara de quase pronto. Ferver 4 horas? Senta lá, Claudia!

8 - Tempere seu molho agora com sal, pimenta, suas ervas e o que mais desejar. Deixe-o apurar um pouco, pois vamos entrar com a abobrinha e ela vai soltar mais água ainda.

9 - Colocou a abobrinha? Ok! Lembre-se de não deixá-la cozinhar demais. Ou você terá uma maçaroca, um refogado de vó.

10 - Quando a abobrinha estiver noponto desejado, preservando sua crocância, desligue o fogo. Adicione agora o creme de leite e o parmesão. Finalize com salsa fresca se desejar. Sirva com a ricota esmigalhada. Uma opção mais refinada? Azeite de trufa branca.

2 comentários:

Madame Excêntrica

Todas as vezes que visito esse cantinho fico mais encantada.E atrevida do jeito que sou ainda me arrisco nas panelas aqui em casa e faço a dica!!!!!!!

Sucesso Sempre

beijosss

Katiana Mirlla

Marcel Dias Pitelli

Oi, Kati! Isso mesmo! Arrisque-se porque cozinha se trata disso. Se já faz o convencional molho de tomate, porque não jogar umas abobrinhas no coitado? eheh

Experimenta! Além de gostoso, super saudável, né?

Como sempre, obrigado pelo apoio incondicional.

Adoro o nick Madame Excêntrica! É tão misterioso...rs

Postar um comentário

Deixe seu comentário e sugestões!

Related Posts with Thumbnails

Canal Cozinha   © 2008. Template Recipes by Emporium Digital

TOP